Leilões do Detran – Descubra Como Comprar Carros Bons e Baratos

Se você está pensando em comprar um carro barato, saiba que participar dos leilões do Detran pode ser uma boa opção. É possível comprar veículos em bom estado para circulação e também sucata. O fato é que, independente do estado de conservação, todos saem por um valor muito abaixo do preço estipulado pela tabela Fipe.

Publicidade

Entenda, o Departamento Estadual de Transito – Detran, promove leilões dos veículos que foram removidos para o pátio e não foram retirados pelos seus proprietários dentro de um prazo de 60 dias. Após notificar o proprietário e o mesmo não providenciar a regularização, o veículo é avaliado e levado a leilão. Podendo o evento ser presencial ou online.

Então, seja para uso próprio, seja para revenda, os leilões do Detran garantem sempre um bom negócio para aqueles que arrematam algum bem. Se ficou curioso para saber mais sobre esse tipo de evento continue lendo os tópicos a seguir, separamos algumas informações que irão te ajudar a descobrir se realmente vale a pena e como participar.

leilões do Detran
leilões do Detran (Imagem do Google)

De onde vem os veículos que vão a leilão?

Publicidade

Antes de mais nada, você deve estar pensando de onde vêm os veículos que são leiloados, certo? E devido as circunstâncias, seria uma compra segura? A verdade é que, procuramos sempre por uma oportunidade de economia, mas quando a oferta é boa demais acabamos por desconfiar. Porém, não se preocupe, os leilões do Detran são seguros.

Segundo o Detran, quando esses automóveis ficam por mais de 60 dias no pátio do órgão de transito, acabam gerando uma grande dívida que torna desinteressante a retirada por seus proprietários ou os mesmos optam por não regularizar as pendências que levaram á apreensão. Portando, são veículos apreendidos por motivos diversos, como:

  • Não pagamento de IPVA e/ou taxa de licenciamento;
  • Dívidas de multas;
  • Direção perigosa e irregular;
  • Permitir direção do veículo a pessoa não capacitada; entre outros.

Como podemos ver, são apreensões relacionadas a irregularidades de trânsito. Essas apreensões em sua maioria ocorrem pela Polícia Militar nas conhecidas “blitz“. E vão para os leilões do Detran para sanar as dívidas dos seus proprietários após vencido o prazo para regularização. Mas é claro que, como em qualquer outro leilão, existem alguns cuidados que devem ser tomados.

Cuidados a tomar com a compra de carros leiloados

A ideia de comprar um veículo por um preço muito abaixo da tabela é tentadora, não é mesmo? Ainda assim, por mais que seja uma transação segura, ainda é necessário tomar alguns cuidados. Um ponto importante, por exemplo, é analisar a finalidade para a qual você deseja adquirir o automóvel. No caso dos leilões do Detran, existem duas modalidades:

  • Veículos Sucata: São aqueles que não podem mais circular em vias públicas e por isso tem seus registros suspensos de forma definitiva. Assim, se você adquirir um destes veículos só poderá usá-lo para comercializar peças. Vale ressaltar que nessa modalidade só podem participar pessoas jurídicas que se credenciarem no Detran;
  • Veículos conservados: Já estes são veículos que ainda estão aptos a circular e seus registros poderão ser transferidos ao novo proprietário. Podem ser veículos nos mais variados estados de conservação, sendo que na maioria dos casos necessitaram de algum reparo. Por isso é importante ler atentamente o edital para ficar ciente das condições do veículo.

É importante salientar que, nos leilões do Detran não é possível testar os veículos antes de fazer o arremate, por isso deve-se ler o edital e constatar os dados disponibilizados pela vistoria do próprio Detran. Para leilões presenciais você poderá realizar uma inspeção visual no pátio em que se encontra o veículo na data em que for estipulado no edital.

Quais são os meus custos?

Mas e ai, quanto eu vou gastar? Essa é a pergunta que não quer calar. Pois bem, o lance mínimo para arrematar um veículo nos leilões do Detran vai variar de acordo com cada edital. Em caso de sucatas de motos, por exemplo, existem lances mínimos que partem de R$10,00. Já para carros conservados, o lance mínimo pode variar em uma média de R$800,00.

Alguns carros leiloados chegam a aparentar-se bem novos, porém pelo tempo em que ficaram expostos no pátio acabam por apresentar alguns defeitos. Desde um pequeno reparo na parte elétrica, até uma troca de motor, essa despesa será inteiramente por sua conta. Isso quer dizer que você já precisa considerar esse gasto na hora adquirir qualquer veículo em leilão.

E por fim, há também o gasto com as taxas de transferência e vistoria. Sendo assim, deu para entender que o Detran não fica responsável por nenhuma taxa necessária para o processo de mudança de titularidade e muito menos pelos gastos com reparos. Porém, a quantidade de veículos que vão para os leilões do Detran é tão grande que possivelmente você vai encontrar o que procura.

Quem pode participar dos leilões do Detran?

Até aqui já sabemos um pouco sobre o que se trata os leilões do Detran, mas será que qualquer pessoa pode participar? Então, se você quer saber se cumpre os requisitos continue lendo, pois é o que vamos te contar agora mesmo. Na realidade, qualquer pessoa física ou jurídica pode participar dos leilões de veículos, contendo apenas uma exceção.

Cada edital pode apresentar algumas exceções específicas, mas no geral apenas não poderão participar dos leilões aqueles que atuam como servidores públicos da Polícia Civil ou Militar. E lembrando que essa regra se valida também para aqueles que trabalham de forma terceirizada para os órgãos citados.

Obviamente, menores de 18 anos também não podem participar. Por outro lado, pessoas negativadas e também estrangeiros estão aptos a se cadastrar nos leilões do Detran. E caso você não seja uma pessoa habilitada também poderá se cadastrar, todavia caso seu lance seja contemplado não poderá conduzir o veículo até que possua a CNH.

Como participar de leilões do Detran?

Então, para participar dos leilões é muito simples e se você estiver dentro dos requisitos, basta seguir os passos que mostraremos a seguir para pessoa física. Certifique-se, antes de tudo, que possui todos os documentos necessários. Para isso, confira no edital do evento ao qual deseja participar e anote os documentos que você precisa para comparecer ou para fazer seu cadastro online.

  • Passo 1: Realizar o cadastro no e-mail indicado nas informações do edital do leilão;
  • Passo 2: Ir até o local em que ocorrerá o evento, em caso de leilão presencial;
  • Passo 3: Efetuar o lance, respeitando o lance mínimo definido no edital. Sendo o licitante vencedor aquele que dispuser da melhor oferta;
  • Passo 4: O licitante vencedor recebe um código para efetuar a emissão da DAE de pagamento. Tendo depois o prazo de 15 minutos contados na “batida do martelo” para se dirigir até a mesa portando os documentos necessários;
  • Passo 5: Estando tudo “ok” com a documentação, os veículos são entregues com carta de arrematação para que o novo proprietário realize, no prazo estabelecido, todo o processo de transferência. Caso contrário, o veículo volta para o leilão;
  • Passo 6: O valor do lance deverá ser pago pela DAE e esse pagamento deverá ocorrer em até 3 dias úteis;
  • Passo 7: Caso o arrematante descumpra alguma das regras em qualquer etapa do processo, o bem arrematado será devolvido ao órgão para constar novamente em leilões posteriores.

Destacamos aqui, de forma que fique bem mais claro como funcionam os leilões do Detran. No entanto, todas as informações que você precisa podem ser encontradas no próprio site do Detran de forma mais completa e explicativa. Esperamos ter ajudado e caso tenha gostado das dicas acompanhe o nosso blog para ficar por dentro de tudo que postamos diariamente.

Carregando…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *