Auxílio Brasil – Veja Como Receber o Novo Valor de R$500,00

Caso você seja um dos beneficiários do Auxílio Brasil, fique ligado. Acontece que desde o mês de maio muitos segurados tem conseguido aumentar o valor do pagamento devido a inclusão de abonos complementares. Segundo dados do Ministério da Cidadania muitos cidadãos tiveram o valor do benefício maior que R$500,00 no mês mencionado.

Publicidade

No entanto, para ter direito ao reajuste o beneficiário precisará cumprir alguns requisitos. Para isso, esteja por dentro de quais são as condições e atualize o seu Cadastro Único. Dessa forma, o valor total do seu pagamento será atualizado, mediante análise. Por isso é importante que você reveja os seus dados cadastrais o quanto antes.

O valor total do Auxílio Brasil de cada cidadão será definido com base na soma de todos os abonos inclusos conforme cumprimento de todas as regras para recebimento do benefício. Se ficou curioso para saber se o seu pagamento pode ser aumentado, fique ligado nas informações a seguir para saber como receber o novo valor.

auxílio brasil
auxílio brasil (imagens do google)

Valor médio do auxílio brasil passa de R$ 500

Publicidade

No último mês de maio, quatro municípios registraram valores médios acima de R$500,00 no pagamento do Auxílio Brasil, o aumento se deve a inclusão dos abonos complementares. Dentre os 10 municípios com os maiores valores médios registrados, sete deles se encontram na região Norte, dois no Centro-Oeste e um na região Sul.

O maior valor médio registrado para o pagamento do benefício foi de R$562,00 e ocorreu em Uiramutã, no estado de Roraima. Com isso, considerando que o valor mínimo pago às famílias que vivem em situações de pobreza e extrema pobreza no país é de R$400,00, o aumento registrado é de 40%.

Outros estados como: Mato Grosso, Acre e Roraima, também registraram beneficiários que receberam acima de R$500,00. O aumento do valor pago pelo programa Auxílio Brasil se deve há alguns fatores como: a renda e composição familiar e o que cada membro da família faz em sua vida escolar ou profissional. Continue lendo para saber se você tem direito ao aumento.

Critérios iniciais para se enquadrar no programa

Se você ainda não é um beneficiário, saiba que ainda há tempo de se inscrever no programa e receber o pagamento mensal. A forma de inscrição segue o mesmo padrão que o Bolsa Família, ao qual mostraremos mais a frente. Esteja ciente das condições para providenciar a documentação e aproveitar o abono disponibilizado pelo Governo Federal.

Para estar apto a receber o Auxílio Brasil, o primeiro critério a ser avaliado é a renda mensal por pessoa, ou seja, o “valor médio” que o beneficiário e seus familiares recebem mensalmente. Para fazer o cálculo, basta somar a renda mensal de cada membro residente na sua casa e dividir pelo número de pessoas, assim obterá o valor médio. Feito isso, confira abaixo os critérios:

  • Situação de extrema pobreza: Se o valor médio for de até R$105,00. Nesse caso, se enquadra no programa mesmo se na família não tiver crianças e/ou adolescentes.
  • Situação de pobreza: Se o valor médio for de R$105,01 a R$210,00. Nesse caso, se enquadra no programa somente se a família tiver como entre seus membros gestantes, crianças e/ou adolescentes.

Vale lembrar que, caso o cidadão esteja em umas das situações citadas anteriormente terá direito ao benefício mesmo que trabalhe de carteira assinada, como MEI – Micro Empreendedor Individual ou possua alguma outra renda. Assim, a prioridade na seleção será dada conforme as informações sobre a renda mensal por pessoa e a quantidade de crianças e jovens na família.

Sigo os critérios: Como me incluir no benefício?

Estando dentro dos critérios para ser um beneficiário o próximo passo é estar inscrito no Cadastro Único e passar pela análise para ser aprovado conforme as regras. A avaliação dos candidatos ao benefício é feita pelo Ministério da Cidadania e para permanecer no programa é preciso manter o Cadastro Único atualizado e cumprir alguns compromissos como:

  • Educação: Manter uma frequência escolar mensal de no mínimo 60% para crianças em idade de 4 a 5 anos e de 75% para estudantes em idade de 6 a 21 anos;
  • Saúde: Manter atualizado o calendário nacional de vacinação e realizar o acompanhamento nutricional de crianças com menos de 7 anos de idade e pré-natal para gestantes.

Semelhante às regras do Bolsa Família, no Auxílio Brasil não é diferente. Para se manter no programa é preciso cumprir os compromissos citados e garantir que os dados estejam sempre atualizados no sistema. Caso não saiba como atualizar os seus dados, veja que é bem simples e logo a frente vamos te contar como fazer.

Abonos complementares

Além dos benefícios que compreendem o núcleo básico do Auxílio Brasil, existem ainda seis abonos complementares que estão aumentando em até 40% o pagamento mínimo dos integrantes do programa. Veja a seguir quais são esses benefícios e os valores pagos em cada situação, pode ser que você tenha direito a algum deles e ainda não saiba.

  • Auxílio Esporte Escolar: destinado a estudantes com idade entre 12 e 17 anos que façam parte de famílias inscritas no programa e conquistem até a terceira colocação em alguma competição oficial do sistema de jogos escolares brasileiros. Recebem uma parcela de R$1.000,00 ou R$ 100,00 mensais durante 12 meses;
  • Auxílio Criança Cidadã: destinado a famílias inscritas no programa que possuam em sua composição crianças com idade entre 0 e 4 anos e não consigam vaga em creches públicas ou rede conveniada, sendo o benefício neste caso pago diretamente para a creche. Recebem o valor de R$200,00 mensais para crianças matriculas em meio período e R$300,00 mensais para crianças matriculas em período integral;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior: destinado a estudantes que façam parte de famílias inscritas no programa e possuam um bom desempenho em competições acadêmicas. Recebem uma parcela de R$1.000,00 ou R$ 100,00 mensais durante 12 meses;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: destinado à famílias inscritas no programa onde um dos integrantes possa comprovar vínculo empregatício com carteira assinada. Recebem o valor de R$ 200,00 mensais, sendo limitado à um auxílio por família;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: destinado a famílias inscritas no programa que possuam agricultores familiares em sua composição. Recebem o valor de R$ 200,00 mensais, sendo limitado à um auxílio por família;
  • Regra de Emancipação: destinado a beneficiários que tiverem aumento na renda ultrapassando o limite para a participação no programa, neste caso, os mesmos serão mantidos na folha de pagamento pelos próximos 24 meses seguintes.

Além dos abonos complementares mencionados, seguem valendo os abonos do núcleo básico do programa, que são destinados basicamente a famílias de baixa renda que possuam em sua composição: Crianças, adolescentes e/ou gestantes. Vale a pena conferir se você está dentro dos critérios e garantir o recebimento.

Como receber o novo valor do Auxílio Brasil

Como receber o novo valor é a grande questão e, na verdade o primeiro passo é revisar e atualizar (se necessário) os seus dados no Cadastro Único. Feito isso, o titular estará incluso na lista de abonos complementares e poderá ser contemplado na próxima remessa de análises do programa realizada pelo Ministério da Cidadania.

Entretanto, para atualizar os seus dados do Cadastro Único é preciso se dirigir até o CRÁS da sua cidade ou realizar o procedimento via telefone, caso este último seja disponibilizado no seu munícipio. Vale reforçar que, não é possível se cadastrar e nem atualizar os seus dados via internet ou outros canais, entretanto, é possível consultar a situação do cadastro de forma bem simples.

Sendo assim, uma boa iniciativa para tomar agora mesmo é consultar o seu CadÚnico, através do próprio site ou ligando gratuitamente no número 0800 707 2003 e seguir as instruções para saber a situação do seu cadastro. Caso este artigo tenha sido útil, confira o nosso blog para ficar por dentro de mais dicas e notícias que podem ser úteis para você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *